00:00:00
08 Aug

Joalheiro de São São Paulo denunciado por agredir a mulher é denunciado e humilha policiais antes de ser levado à delegacia: “Eu ganho 300 mil por mês”

empresario ivan storel

O empresário Ivan Storel, 49 anos, foi detido na tarde desta sexta-feira (29/5), depois de a polícia ter sido acionada para atender um caso de violência contra mulher em Alphaville, bairro rico em Santana do Parnaíba, região metropolitana de São Paulo. Quando a Polícia Militar chegou no local, o homem resistiu à prisão e humilhou os policiais que foram atender a ocorrência.

“Você é um bosta. É um merda de um PM que ganha mil reais por mês, eu ganho 300 mil reais por mês. Quero que você se foda, seu lixo do caralho”, disse o empresário. Em seguida, após supostamente falar no telefone, ele continua: “Você não me conhece. Você pode ser macho na periferia, mas aqui você é um bosta. Aqui é Alphaville, mano”. 

Entre insultos e xingamentos, Storel proíbe a aproximação do policial com ameaças. “Não pisa na minha calçada, não pisa na minha rua. Eu vou te chutar na cara, filho da puta”. No vídeo, os PMs não esboçam qualquer reação.

De acordo com informações policiais, a esposa do empresário ligou para a Polícia Militar por causa de uma briga entre eles, com possível agressão ou ameaça. Um policial militar homem e uma mulher foram mandados para atender a ocorrência.

Chegando no local, o empresário teria se recusado a falar com os policiais e, então, começaram os xingamentos. O PM pediu para a companheira de viatura filmar as agressões verbais por parte deIvan Storel e solicitou apoio do Comando de Grupo Patrulha. 

Quando os outros carros da Polícia Militar chegaram, prenderam o empresário a força e o conduziram para a Delegacia de Defesa da Mulher de Santana de Parnaíba, onde houve registro de dois boletins de ocorrência. Em um, os PMs apresentaram como resistência e desacato. No outro, a mulher não quis dar continuidade no registro de ameaça e injúria.

Na delegacia, a mulher confirmou ser casada com o empresário e ter dois filhos com ele. Para Polícia Civil, ela disse que o marido estava agressivo e chamando-a de “idiota, vagabundo, puta”, entre outras coisas, mas não quis dar continuidade à denúncia.

Já Ivan Storel disse aos policiais civis que teve um desentendimento com a mulher, mas negou ter ameaçado ou agredido. Com relação aos xingamentos contra os PMs, o empresário disse na delegacia que estava muito nervoso e não se lembra de nada.

Depois do registro do boletim de ocorrência, o empresário foi liberado para voltar para casa. A reportagem entrou em contato com Storel, que disse estar abalado psicologicamente e, por isso, não vai se manifestar.

You may be interested

brasil

Operação de IPO da 2W Energia é positiva para o mercado, dizem fontes do setor

Ricardo Dantas - 02/07/2020

A comercializadora 2W Energia pretende realizar uma oferta inicial de ações para levantar recursos para a construção de parques eólicos e solares no Nordeste, visando a venda…

brasil

Josué Eraldo da Silva explica a tecnologia do Bioconcreto

Ricardo Dantas - 12/06/2020

Bioconcreto trata-se da substituição do concreto comum, que segundo Josué Eraldo da Silva, gerente de uma das maiores construtoras do Brasil, a Jacitara de Indaiatuba, é uma…

Justiça

Patroa Sari Corte Real é indiciada por homicídio na morte de Miguel Otávio

- 05/06/2020

Morte de criança negra negligenciada pela patroa branca de sua mãe choca o Brasil. Miguel Otávio foi flagrado sozinho dentro de elevador, antes de cair do 9º…

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Most from this category